NO MEIO DO CAMINHO do Letramento Digital

 Esta postagem mostra o uso do poema no MEIO DO CAMINHO, de Carlos Drummond de Andarde, em uma situação de aprendizagem. É um excerto do manual do docente do Projeto Letramento Digital, elaborado pela Germinal Consultoria em parceria com o SENAC/Rio. O projeto destina-se à inserção digital de pessoas com dificuldades de leitura e escrita, ao mesmo tempo em que trabalha a superação dessas dificuldades.

 

A PRIMEIRA SESSÃO

Plano da sessão de aprendizagem (1/4) 

        Etapa: Refletir                                                    Sessão 1/5

Competências

Situação de Aprendizagem

Recursos

Tempo

Explorar a Internet para efetuar pesquisas.

Utilizar um dicionário e outras ajudas eletrônicas para corrigir textos.

Utilizar dicionários e gramáticas impressas na correção de textos.

Ler textos impressos como forma de expandir a competência de leitura e para ampliar conhecimentos.

Desenvolver mecanismos próprios de correção textual.

Aprimorar, em forma e conteúdo, uma produção textual própria ou alheia.

Explorar livremente os recursos de software disponíveis.

Cena 1: Recepção e introdução à Internet

Água, chá, café. Capas de Revistas. Simulador de Internet

 15’

Cena 2: As pedras do caminho

Livro de Leitura

25’

Cena 3: Capas

Word.

30’

Cena 4: Manchetes

 

Word. Revistas usadas.

30’

Cena 5: Arte Final

 

Disquetes e impressora

30’

Cena 6: Exposição de arte

 

 Capas de Revista

25’

 Cena 7: Navegando e pesquisando

Ambiente de Internet e demais recursos de Informática

15’’

Cena 8: Avaliação do Dia

MENSAGEIRO

10’

 

 

Modificações no cenário básico

 

A sala já está ambientada para a etapa Refletir. Os computadores estão desligados. Quando ligados já estarão articulados em rede para possibilitar comunicação escrita entre os participantes. Na rede, cada computador continua recebendo o mesmo número.

Como descanso de tela, alternam-se cópias dos painéis que compõem a ambientação da etapa Refletir. Em uma mesa lateral: Uma garrafa de água, uma garrafa térmica de café e outra de chá.  Em lugar central da sala, no espaço destinado a exposições, estão coladas as capas de revistas produzidas pelos participantes na etapa anterior.

 

Cena 1: Recepção e Introdução à Internet

  Cumprimentando cada participante que chega…

Coordenador: Oi, tudo bem? Não quer tomar um café? Como foi o fim de semana? Disposto para uma nova etapa do Letramento? Viu os novos cartazes? De qual você mais gostou?

Na hora prevista…

Vocês já navegaram na Internet? Hoje vocês poderão experimentar como é navegar na Internet. Ligando os computadores vocês poderão abrir o Internet Explorer (escreve), um programa que permite navegar na Internet. O nosso ambiente de Internet é simulado, não é verdadeiro. É só pra vocês aprenderem a navegar. A Internet real é muito mais rica e complexa; tem-se acesso a milhares de sites do mundo inteiro. Site é uma palavra inglesa que significa sítio.  Dá para navegar a vida toda.

Participantes: Estimulados pelo coordenador, fazem comentários sobre o que conhecem da Internet…

Coordenador: Ocupem seus lugares, liguem as máquinas e entrem na internet. Naveguem e explorem suas possibilidades. Procurem, especialmente, materiais que cada um poderia aproveitar para a revista que estamos fazendo: imagens, fotos, informações etc.; materiais que possam ajudar a melhorar as capas. Nós, hoje, vamos continuar o trabalho com as capas que vocês fizeram na semana passada.

Quinze minutos após o horário marcado…

 

Cena 2: As pedras do caminho

Luís Penetra - Fotógrafos de Elvas

Luís Penetra - Fotógrafos de Élvas

Coordenador: Vamos interromper a navegação pela Internet. Vocês terão outras oportunidades de voltar a ela. Abram o Livro de Leitura, no capítulo Refletir (escrever). A primeira página desse capítulo é a poesia “No Meio do Caminho” (escrever), de Carlos Drummond de Andrade. Todos encontraram? Vamos ler a poesia todos juntos?

Todos: Lêem a poesia.

 

No meio do caminho tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho

Tinha uma pedra

No meio do caminho tinha uma pedra.

 

Nunca me esquecerei desse acontecimento

Na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho

Tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra

 

Poesia Completa / Carlos Drummond de Andrade. – 1ª ed. -Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar S.A., 2002

 

Coordenador: Este poema é muito famoso. O que vocês acharam da mensagem?

Participantes: Estimulados pelo coordenador, fazem comentários a respeito do poema lido.

Coordenador: O que significa, no poema, a expressão “no meio do caminho tinha uma pedra”?

Participantes: Interpretam o texto.

Coordenador: Na vida, a gente sempre encontra uma pedra no caminho ou até mais de uma, não é? Até aqui, no caminho da Revista, vocês encontraram muitas pedras?

Participantes: Estimulados pelo coordenador, comentam a respeito dos problemas que já encontraram na criação da revista, como os enfrentaram e como conseguiram superá-los.

Coordenador: As pedras ainda não terminaram porque o caminho da criação e construção da revista ainda não acabou. A partir de hoje e nas próximas sessões, melhoraremos o que já fizemos e escreveremos muito mais. Voltaremos a cada uma das páginas realizadas na etapa passada em todos os dias da fase Refletir (escrever). Aperfeiçoaremos o trabalho já feito. Tornaremos tudo mais bonito. Corrigiremos o que for necessário corrigir. Escreveremos mais e melhor. Cada um vai fazer da sua parte da revista uma obra prima. Estão prontos para começar?

Participantes: Comentam a proposta de continuidade.

 

Cena 3: Capas

criação de Rodrigo Oliveira

Criação de Rodrigo Oliveira

Coordenador: Voltemos, então, para a capa da revista (mostrar a exposição). Lembram-se dela? Foi o primeiro trabalho que fizemos. Abram o arquivo no qual está a capa da revista. O nome da pasta é Revista (escrever) e o nome do arquivo é Capa (escrever). Todos acharam?

Participantes: Abrem o arquivo.

Coordenador: Melhoraremos todas as propostas de capa para a revista. O primeiro desafio é revisar o que já foi feito. Esta é a oportunidade de corrigir o que deve ser corrigido. Vamos verificar se o título da revista e o slogam estão escritos corretamente. Vamos trabalhar em duplas. Formem duplas!

Participantes: Formam duplas, organizadas segundo a proximidade dos computadores.

Coordenador; Cada integrante da dupla ajudará o outro a melhorar a redação do  título e do slogan da revista. Podem começar o trabalho de correção. Utilizem o comando Ortografia e gramática (escrever), em Ferramentas (escrever), que indicará, em vermelho, possíveis incorreções e fornecerá dicas para corrigir o que pode estar errado. Cuidado, no entanto. Às vezes o Word assinala palavras com um risco vermelho e não existe erro nenhum. Algumas vezes, ele dá sugestões para a correção, outras vezes não dá. Converse com o colega de dupla. Discutam.  Usem os dicionários da sala. Usen o Dicionário que vocês encontram na pasta LIVROS. Procurem dicionários na Internet.

 O coordenador acompanha os trabalhos, fornecendo orientações em relação à correção sempre que necessário. Após vinte minutos e verificando que todos conseguiram concluir as correções…

Coordenador: Muito bem! Desfaçam as duplas. Aqueles que não estiverem satisfeitos com o trabalho anterior, e quiserem fazer outras modificações no título e no slogam, podem fazê-lo.

Participantes: Trabalham a capa da revista, de acordo com a proposta.

Coordenador: Todos conseguiram fazer as modificações e correções na capa da revista? Salvem o trabalho no computador e no disquete, sem mudar o nome do arquivo. Vamos ao próximo passo.

 

Cena 4: Manchetes

Coordenador: O segundo desafio é incluir na capa da revista uma coisa nova: as manchetes. Todos sabem o que são manchetes? Manchetes são títulos em destaque, escritos com letras maiores para serem colocados em evidência (mostrar capas de revista previamente selecionadas com manchetes) como estas. Este título é um exemplo de manchete (mostrar). A manchete também é conhecida como chamada de capa. É uma espécie de anúncio do que o leitor vai encontrar no interior da revista. Peguem as revistas que estão nas mesas de vocês e localizem as manchetes nelas existentes. Cada um de nós lerá uma como se estivesse anunciando a revista no rádio ou na televisão. Eu vou começar.

Participantes: Seguindo o exemplo do coordenador, um a um, lêem uma manchete para os companheiros.

Coordenador. Percebam que as manchetes anunciam os assuntos abordados na revista. Em nossa revista, os assuntos tratados são os saberes de cada um. Sobre o que cada um está escrevendo?

Participantes: Cada um diz sobre o que está escrevendo.

Depois de escrever os temas dos integrantes do grupo…

Coordenador: Vocês escolherão uma ou mais dessas matérias para dar destaque na capa da revista. Escolham as que vocês querem colocar em evidência. Todos entenderam?

Participantes: Comentam a proposta. Esgotadas as dúvidas, começam a trabalhar na inclusão de uma manchete (ou mais de uma) na capa da revista.

O coordenador acompanha o desenvolvimento dos trabalhos sem interferir diretamente. Após vinte minutos

 

Cena 5: Arte Final

Coordenador: Todos incluíram suas manchetes de capa da revista? Atenção! Enquanto fazem a arte final, percorrerei as telas para fazer uma revisão final. Revisão final é a revisão que se faz em todas as publicações – jornais, livros, revistas, etc. – para ver se não sobrou nenhuma incorreção por distração do redator ou mesmo de outras revisões já feitas. Então, vou passar no lugar de cada um para fazer a revisão final e apontar casos que precisam de ajustes e/ou de melhorias…

Atenção, coordenador

Evite falar a palavra erro, ou expressões como: “está errado”, “precisa fazer certo”, “tem que mudar o que está errado”. Opte por expressões como: “está bem, mas são necessários alguns ajustes”; “está muito bem, mas com algumas correções vai ficar melhor ainda”; “está ótimo! Com pequenas correções fica perfeito!”

Participantes: Fazem a arte final da capa e correções baseadas nas indicações do coordenador.

 

Cena 6: Exposição de arte

Coordenador: Todos já concluíram? Já podemos fazer uma exposição dos trabalhos? Salvem as mudanças realizadas. Não se esqueçam também de salvar os trabalhos em disquete. Depois, cada um pode imprimir duas cópias da sua capa.

Concluída a impressão…

Coordenador: Para todos analisarem os progressos do grupo, vou expor a capa que cada um acabou de fazer ao lado da sua capa anterior, feita há vários dias.

Coloca os dois trabalhos de cada participante um ao lado do outro, construindo uma exposição coletiva.

Participantes: Movimentam-se para observar todos os trabalhos realizados no dia ao lado dos anteriores. Fazem comentários entre si e com o coordenador sobre suas impressões a respeito do progresso observado.

Coordenador: Parabéns a vocês. O trabalho está muito bom. Desta vez, nem elegeremos o melhor porque todos já são campeões em superação e progresso pessoal e, por esta razão, incomparáveis.

 

Cena 7: Navegando e pesquisando

Coordenador: Vamos  navegar na Internet novamente?  Vocês voltarão para a Internet com uma missão: a de encontrar coisas interessantes  sobre o assunto que estão trabalhando para acrescentar na revista. Ficou claro? (Pausa; depois, enfatizar) A navegação agora não deve ficar à deriva. A atitude é de pesquisador: cada um vai procurar material para enriquecer a sua revista.

Participantes: Comentam a proposta, solicitam esclarecimentos, lançam hipóteses a respeito do aproveitamento de recursos da Iternet.

Coordenador: O que encontrarem e quiserem guardar para uma utilização posterior, selecionem, copiem e colem numa pasta nova. Chamem esta pasta de Pesquisa Internet (escrever). Dêem um nome para cada arquivo. Nomes que facilitem achá-los depois. Todos entenderam?

Participantes: Exploram a Internet procurando textos, gravuras ou qualquer outro recurso sobre o “seu assunto” para incluir na revista. Trocam idéias sobre as possibilidades de aproveitamento. Copiam e arquivam tudo o que considerem interessante.

Dez minutos antes do horário marcado para a saída…

Coordenador: Já não temos mais tempo. Salvem tudo no computador e no disquete. Amanhã voltaremos ao material hoje pesquisado.

 

 Cena 8: Avaliação do Dia

Coordenador: Por favor, abram o MENSAGEIRO e escrevam uma mensagem para mim. Enviem para o meu endereço eletrônico. Para escrever a mensagem, vocês completarão a frase: O que mais me entusiasmou no trabalho de hoje foi… (escrever).

Participantes: Completam a frase e encaminham ao coordenador.

Coordenador: Já recebi a mensagem de todos. Muito obrigado. Espero vocês na próxima sessão. Venham com grandes idéias. Até amanhã. 

Publicado on março 30, 2009 at 11:24 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://natrodrigo.wordpress.com/no-meio-do-caminho-do-letramento-digital/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: